terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Dia dos Namorados

O Teu Riso

Tira-me o pão, se quiseres,
tira-me o ar, mas
não me tires o teu riso.

Não me tires a rosa,
a flor de espiga que desfias,
a água que de súbito
jorra na tua alegria,
a repentina onda
de prata que em ti nasce.

A minha luta é dura e regresso
por vezes com os olhos
cansados de terem visto
a terra que não muda,
mas quando o teu riso entra
sobe ao céu à minha procura
e abre-me todas
as portas da vida.

Meu amor, na hora
mais obscura desfia
o teu riso, e se de súbito
vires que o meu sangue mancha
as pedras da rua,
ri, porque o teu riso será para as minhas mãos
como uma espada fresca.

Perto do mar no outono,
o teu riso deve erguer
a sua cascata de espuma,
e na primavera, amor,
quero o teu riso como
a flor que eu esperava,
a flor azul, a rosa
da minha pátria sonora.

Ri-te da noite,
do dia, da lua,
ri-te das ruas
curvas da ilha,
ri-te deste rapaz
desajeitado que te ama,
mas quando abro
os olhos e os fecho,
quando os meus passos se forem,
quando os meus passos voltarem,
nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas o teu riso nunca
porque sem ele morreria.

Pablo Neruda, in "Poemas de Amor de Pablo Neruda  




quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Livro do Mês


A HISTÓRIA DE CATHERINE
Tal como o seu pai, a pequena Catherine usa óculos. E tal como a mãe, que vive em Nova Iorque, gostaria de vir a ser uma grande bailarina. E porque tem de tirar os óculos para dançar, Catherine descobre a vantagem de poder viver em dois mundos diferentes: o mundo real, assim como ela o vê quando tem os óculos postos, e um mundo pleno de doçura, vago e suave, quando os tira. Um mundo onde dança como num sonho.
A História de Catherine é uma narrativa cheia de graça e de nostalgia de uma infância. Entre pai e filha a cumplicidade, muito simplesmente, ganha vida.
Excerto
 “O mundo, quando eu o via sem óculos, deixava de ter asperezas, tornava-se tão suave e tão macio como o grande travesseiro em que pousava a cabeça, acabando por adormecer.”

Concurso Nacional de Leitrura

 
Concurso Nacional de Leitura 2016-2017 - Fase de Escola

 ALUNOS APURADOS



3ºCiclo
Catarina Canado Martins, n.º6, 8.ºB
Efetivo
Ana Matilde Rodrigues, n.º4, 8.ºB
Efetivo
Martha Liset, nº11, 8.ºA
Efetivo
Beatriz Sousa Amaro, n.º5, 8.ºB
Suplente
Juliana Inês Medeiros, n.º9, 8.ºA
Suplente
 
 
 
 
 
 
Secundário
Jorge Ventura Manuel, n.º17, 10.ºB
Efetivo
Mário Alves, n.º20, 10.ºB
Efetivo
Sara Madureira, n.º18, 12.ºA
Efetivo
Raquel Gomes Madureira, n.º22, 10.ºB
Suplente
João Luís Vale Moreira, n.ª15, 10.ºB
Suplente