domingo, 8 de outubro de 2017

LIVROS DO MÊS

“Este livro é um POEMÁRIO DE AFETOS. Nele, vais encontrar textos e imagens que falam do que sentimos em relação a tudo o que pertence ao nosso mundo: nós mesmos, os nossos familiares, os amigos, os colegas, os bichos e outros elementos da Natureza, os objetos que guardamos…Em cada página, irás fazer uma DESCOBERTA, ao encontrares meninos que, como tu, vão aprendendo a conhecer-se melhor e a AMAR A VIDA com os seus segredos, sonhos, alegrias, medos e desafios. Quando a leitura chegar ao fim, verás que o teu CORAÇÃO ficará cheio de vontade de, como os pássaros, levantar voo para a GRANDE AVENTURA DO ENCONTRO com os AMIGOS que já tens e os que virás a ter! 


Como os pássaros vamos voar. Todos somos diferentes e merecemos respeito e compreensão, independentemente das nossas características, gostos e desejos. Como os pássaros vamos voar, jogo incluído no DVD, é um suporte à reflexão sobre o respeito pelos DIREITOS e ainda sobre o valor dos AFETOS.” 




Por Treze Razões, de Jay Asher, é a história de Hannah Baker, uma jovem adolescente que comete suicídio.
Mas, antes de morrer, Hannah deixa gravadas 13 cassetes, onde revela as razões do seu desaparecimento. 
Através da voz de Hannah, Clay Jensen, o narrador, vai descobrindo os segredos da jovem e o que ouve muda a sua vida para sempre. 
Um livro arrebatador que foca alguns problemas da nossa sociedade como o bullying, a depressão, a solidão, a indiferença ou a falta de empatia.

Excerto:
Olá, rapazes e raparigas. Daqui fala-vos Hannah Baker. Ao vivo e em estéreo. (…) Não vos vou dizer em qual das cassetes da história vocês entram. As regras são muito simples: um: vocês ouvem. Regra número dois: passam-nas ao seguinte. (…) Para o caso de se sentirem tentados a infringir as regras, aviso-vos desde já que fiz uma cópia destas cassetes. E, se esta encomenda não passar pelas mãos de todos vocês, as cópias serão divulgadas duma forma bastante pública.(...) Não me tomem por garantida…Outra vez. (…) Estão a ser vigiados.”

Sem comentários:

Enviar um comentário